10
Mar 13
publicado por Sofá Rouge, às 14:05link do post | comentar

No dia em que o mundo morreu, eu esperava por ti. Ansiava os tempos vividos. No dia em que a terra gemeu, eu amava-te só, na loucura eterna do tempo que foi. E foi há tanto tempo que se não fosse amor já tinha também morrido com a terra.


Gosto tanto da forma como expõe ideias, gosto da maneira como expressa sentimentos, não necessariamente seus. Sentimentos que todos nós temos. Consegue fazer da dor, da tristeza algo bonito, belo e por vezes sedutor... leva-nos por caminhos velhos conhecidos, mas que desconhecemos, porque os percorremos ou de olhos fechados ou depressa demais, mas as suas palavras conduzem-nos, guiam-nos... obrigam-nos s olhar, a apreciar até o mais doloroso dos pormenores. É sempre um prazer ler esta bela escrita.
Anónimo a 12 de Março de 2013 às 13:19

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


comentários recentes
Das coisas mais belas que li... De uma simplicidad...
Maravilhoso texto sobre o tempo, um recurso que de...
Gosto da sua escrita... gosto mesmo muito, gosto d...
Não gosto de rótulos nem de catalogar as coisas......
Gosto tanto da forma como expõe ideias, gosto da m...
Posts mais comentados
43 comentários
39 comentários
18 comentários
13 comentários
11 comentários
Donativos