17
Out 12
publicado por Sofá Rouge, às 21:52link do post | comentar | ver comentários (1)

Depois de me deitar, sonhei que o mundo era azul. Girava em mares enormes, mas calmos.

A parede do quarto era pintada de um branco suave. Não feria a vista. Deixava-me adormecer sossegado.

Tinha os pés frios, depois, ao acordar. Não havia mantas, nem cobertores. Era Inverno e a casa estava plantada no campo. Num vale.

Pelas manhãs a geada cobria todo o campo.

Os pássaros tinham frio de piar.

Ninguém acordava cedo.

Estava frio e era tudo azul.

Como o mar, que eu sonhava.

 


Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
15
16
19
20

26
27

28
31


comentários recentes
Das coisas mais belas que li... De uma simplicidad...
Maravilhoso texto sobre o tempo, um recurso que de...
Gosto da sua escrita... gosto mesmo muito, gosto d...
Não gosto de rótulos nem de catalogar as coisas......
Gosto tanto da forma como expõe ideias, gosto da m...
Posts mais comentados
43 comentários
39 comentários
18 comentários
13 comentários
11 comentários
Donativos
subscrever feeds