02
Out 12
publicado por Sofá Rouge, às 12:46link do post | comentar

Se eu fosse o tempo, seria uma nesga de ti. Seria nuvem em céu azul. Passariam pássaros e brisas, raiares de sol e gotas de água pela minha pele. Seria tempo do tempo. 

Se eu fosse tempo, sem tempo, sopraria as outras nuvens. Ficaria só, no céu azul.

Se eu fosse espaço, não haveria lugar à fantasia. Não haveria tempo, nem cheiro, nem luz, nem horizonte. Não haveria nada que me ocupasse. Seria só.

Se eu fosse o que não sou, seria tu.

Que não existes.

 


Tenho pena se as suas palavras ficarem só por aqui, elas mereciam voar, voar alto, pois são maravilhosas. Palavras assim não merecem ficar perdidas neste vazio. Espero sinceramente que elas ganhem asas e andem de mão em mão, de boca em boca. Merecem ser sentidas, beijadas, saboreadas.
Anónimo a 2 de Outubro de 2012 às 13:03

Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
15
16
19
20

26
27

28
31


comentários recentes
Das coisas mais belas que li... De uma simplicidad...
Maravilhoso texto sobre o tempo, um recurso que de...
Gosto da sua escrita... gosto mesmo muito, gosto d...
Não gosto de rótulos nem de catalogar as coisas......
Gosto tanto da forma como expõe ideias, gosto da m...
Posts mais comentados
43 comentários
39 comentários
18 comentários
13 comentários
11 comentários
Donativos